Noites de um verão qualquer;

"A paixão pode ser avassaladora. Muitos amores começam logo os gatos saem a noite, e acabam-se com o canto do cotovia. Postagem coletiva de amigos."

22:35 pm

A luz neon escondia o seu rosto, mas não o bastante para Johnny não notá-la. Lá estava ela, talvez a mulher mais bela de toda a pista, todos os olhares voltados para ela. Sua expressão era dura, inacessível. Mas ela não o conhecia, pensava ele.
Aproximou-se rompendo a barreira que ela mesma impora aos demais. Vários olhares foram de encontro aos dois, ele apenas segurou-lhe a cintura olhando-lhe os olhos e não foi necessário uma palavra sequer. Os olhos trataram de falar o que o corpo desejava. Sussurrava-lhe palavras doces, elas escorriam-lhe fáceis como o mel derramado de um pote. E ela não se moveu. Continuou lá sendo levada pelo ritmo quente, que os envolvera. Salsa. E a voz doce do rapaz que lhe falava ao ouvido: caliente. O rapaz lançou-lhe um olhar hipnótico e perguntou-lhe seu nome, tampouco seu nome lhe interessava naquele momento, não sabia sequer se estava acordada. Permanecia em estado letárgico. Ele era tão, tão – e tentava encontrar um adjetivo para definir o que ele era.

03:40 am

A luz não era mais neon, tão pouco clara. Tudo era escuro, opaco. Não sabia ao certo como todas as pequenas luzes haviam desaparecido. Alguns degraus atrapalhavam-lhes a subida, não estavam embriagados, embora quem os visse acreditasse piamente. Sapatos foram deixados na sala de estar, e tantos outros acessórios que demonstravam a paixão iminente naquela casa.
- Beatriz....- A sua voz soou sôfrega, e ela repetiu mais algumas vezes. Esse era seu nome. E ele simplesmente olhou em seus olhos, e disse: - Johnny, às suas ordens.
Deleitaram-se, amaram-se tanto quanto puderam. Ela não conseguia organizar as suas ideias, somente sentia que não era normal tanto desejo, estava em ebulição. Gostava daquilo. Encaixava-se tão perfeitamente como se tivessem sido feitos sobe medida, suas mãos, bocas, entrelaçadas ali.
Beatriz com certeza havia encontrado um amante, o melhor homem que ela conhecera em suas vidas, e sim. Ele era real, não havia lhe tentado com versos ensaiados, fora necessário apenas o toque. Sim. Caliente como ele havia pronunciado, ele era quente.

06:45 am

O despertador tocara ensurdecendo-a. Mas, Beatriz continuou com os olhos fechados, milhares de imagens passavam-lhe pela cabeça, ele com os braços envoltos em sua cintura na pista de dança, as suas mãos segurando-lhe com força enquanto tentava abrir a porta de sua casa, e finalmente os ombros nus sobre a sua pele seminua. Sussurrando-lhe mil desejos e vontades, e lembrava-se de cada gesto, toque, movimento.
Decidiu então, abrir os olhos e posou a mão sobre o lado esquerdo da cama, estava vazia, desarrumada apenas. Levantou-se de súbito, os olhos negros reclamando algo, como se alguém a tivesse roubado. Não havia sinal dele, as roupas já não estavam mais espalhadas pelo chão. E Beatriz chorou um mar inteiro.

Nunca havia vivido uma noite de verão.


Desafio coletivo "Uma noite de verão".
Outros amores de Alan Félix, Andrey Brugger,
Quer participar? Escreva e nos avise.

Compar:

29 comentários

  1. Esses amores são os mais avasaladores, mais intensos e mais eternos. Eu pelo menos penso assim.

    ResponderExcluir
  2. Esses amores sempre deixam um vazio no peito. É o vazio da dúvida: valeu a pena apesar do fim?

    Lindo demais! *-*

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro tudo que você escreve,
    e aquele lance deu pé ?
    quero saber depois, e você tá melhor?

    beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. A abruptidade do começo [das noites de verão] só não é maior que a do fim.

    ResponderExcluir
  5. Dos textos que já li, este foi o mais diferente. Desafio mesmo, você escreve tanto de amor, mas sempre com tanta docilidade que me surpreendeu escrevendo isso.
    O texto está, tão, tão...hahaha!

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o Rodrigo aí em cima, rs
    você escreve com tanta docilidade amiga.
    Estilo diferente.
    Texto ótimo, so queria que ela e não ele que tivesse ido embora no final. rs
    Eta esses amores avassaladores que vem e deixam apenas a sua marca. =)

    ResponderExcluir
  7. Hahaha.
    É verdade, amiga. É por isso que gostei do desafio, eu escrevo tão amor e talz, que quis mudar um pouco. E meu texto não é aquilo que você falou não, hahaha.
    Até sua mãe pode ler :X
    E os outros textos estão maravilhosos. Recomendo a todos =D

    Hahaha =D

    ResponderExcluir
  8. Junta tudo e ingeri como poesia da madrugada!!!
    Adoreiiii
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Excitante....

    Acho que noites de verão trazem aquele aforisma de :o que fica é a falta que faz!

    Aproveitemos os segundos, "ah..o verão: estação da perdição" heheh

    :D

    ResponderExcluir
  10. Nossa esse é diferente de todos que vc já escreveu...
    mais tbm é muito bonito...
    a intensidade o desejo as palavras doces...
    Nossa Nega vc arrasou...
    BjO...

    ResponderExcluir
  11. Eita noite de verão gostosa...
    Esse texto foi mais "sexual" do que os outros, mas o detalhe que venho reparando continua kkkkk
    Sempre uma desilusão.

    Ótimo texto!
    Gostei demais.

    Beijo, Pâm.

    ResponderExcluir
  12. Ô Pâm, acabei lendo os outros textos dessa blogagem e fiquei pensando em quais são as "regras" pra participar. kkkkk

    Todos precisam terminar com alguém indo embora?

    Fiquei com vontade de escrever, sem compromisso, mas seria diferente xD

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  13. O texto é avassalador.

    Adoro pessoas fluidas que passam em nossa vida. Só preisa de uma noite para ser eterna.


    Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Realmente Pam,
    minha mãe iria amar o seu texto, tão quanto a sua. rs

    Ha, vc como sempre.. arrasa nos textos.Imagino sua inspiração. rs =)
    Haa os outros textos estão ótimos.
    Eta povo que escreve bem viu. ;)

    ResponderExcluir
  15. Nem te conto como eu consigo essa inspiração, haha. Aguento você não amiga, rs.

    Sabe, que sou bem recatada e mansa, hein? Tal qual uma ovelha =D

    Acho que as nossas mães iam gostar sim, depois de um copo com açúcar. Queria nem ver a cara delas, haha. Tímidas e tradicionais como são.

    Assim como eu, claro. HAHAHA!

    ResponderExcluir
  16. Oii,

    Aceitei o desafio.

    Tá lá:
    http://certoquerer.blogspot.com/2009/12/noites-de-um-verao-qualquer.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. São amores de uma única noite... mas quem sabe em quantas vidas já se encontram antes?

    Lindo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Que foda essa brincadeira.
    É brincadeira só de menina? xD
    heueheuheueheuheue

    Paixão de verão é como pegar muito sol. Na hora é quente, depois arde \o\

    ResponderExcluir
  19. Pamela, como você eu também tenho escrito muito sobre esse amor calado. E embora ele leia tudo que escrevo, ou pelo menos os que eu escrevo e posto, eu fico sempre sem resposta. Sabe aquela música, - só pra saber o que você achou dos versos que eu fiz e ainda espero resposta - pois é... Obrigada pelo seu comentário. Acabei de escrever outro texto que não vou mandar.


    PS: É sempre preciso romper barreiras. Porque só o que está escondido pode ser descoberto.

    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Hey, Pâm!

    Então, acabei escrevendo um texto, mas não posso fazer um final como o de vocês, apesar de ser interessante. kkkkk

    Sinto com um final diferente.
    Vou postar, mas sem participar, ok?

    Título diferente e sem relação com a blogagem coletiva de vocês. Minha noite de verão é diferente kkkkk

    Brigadinha.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  22. E sua primeira noite de verão afogou-se em paixão e perda.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  23. Pronto, postei XD
    Como eu faço agora? É pra colocar o link dos outros posts?

    ResponderExcluir
  24. EHEUHEUE
    foi mal, é que eu copiei do seu e colei XD Já coloquei seu link.

    Não fique vermelha não! ;)

    Beijo, moça =*

    ResponderExcluir
  25. Ai, que texto mais lindo...parabéns!
    Bjos,
    Paulinha

    ResponderExcluir
  26. noite de verão.. sao assim, sempre quentees, mornaas de amor...

    ResponderExcluir
  27. Que incrível!
    Essas noites de verão são ótimas na hora, mas depois podem doer! =[

    ResponderExcluir
  28. Eu quero participar do desafio também, é só postar no meu blog e pronto?
    __

    Nossa, eu fiquei imaginando a magia desses corpos atraídos pelo desejo em uma escura pista de dança, o toque, os sussurros, ai ai!

    Parabéns, ;*

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  29. É realmente essas "noites de verão" podem ser ótimas mais dependendo podem machucar e muito..=/

    ResponderExcluir