Eu queria te dizer que eu sinto muito por tudo. Acredito que tenha eu destruído tudo, infelizmente. Burrice a minha – novidade. Sabe doce eu queria só esclarecer as coisas o que construiu, talvez, uma barreira entre nós. Não sei, mas está tudo tão estranho. Perdoa-me. Quando eu fiquei aqueles dias sem falar contigo não era porque eu não te queria em minha vida mais era porque eu precisava te dar espaço para você respirar, porque por vezes eu me acho tão sufocante para ti. Porque eu te acho bom demais para mim e quis não ficar sonhando contigo. Você é tão homem, diferente dos demais, tens as tuas convicções e teus pensamentos que me mostram o quão menina eu ainda sou. E a minha idade cada vez é diminuída quando eu falo contigo e isso me envergonha por vezes, me intimida.

Quando eu te disse que a gente só perdia o que a gente tinha então eu não me importava muito com isso eu menti. Menti para ti, menti para mim e para todos os sentimentos que estão dentro de mim. Dói-me. Eu quis te mostrar que eu sou forte quando na verdade eu sou mais fraca que tudo, eu te sonho tanto, mesmo você sendo inatingível. Queria me desculpar por toda minha criancice que te irrita, que te irritou, que te provoca. Culpa minha todas as tuas reações, eu sei. E fico cá eu lamentando, chorando por palavras que vieram de ti, mas que na verdade foram provocadas por mim. Pura reação. Desculpe por me colocar sempre no lugar da vítima, mas tentei dormir ali desde que cheguei do trabalho e me foi impossível e acredito que o resto da noite será insone. Porque tu não tens mais paciência para mim. Perdoa.

Eu queria poder pegar uma borracha e apagar o mês anterior e esse início, mas não posso. Infelizmente. Então, eu não sei mais o que dizer. Eu tentei falar contigo há pouco no MSN, mas você me ignorou ou não estava perto, não sei. Não me doeu. Porque você tem razão em não querer falar comigo. Sou bem babaca e tu sabes. Eu só queria dizer, que se tu quiseres mesmo, eu vou embora. Se é isso que deseja mesmo eu me retiro e vai ser como se tu nunca tivesse me conhecido. Vai ser assim mesmo. Porque foi e vai ser sempre assim. Tu és bem mais do que eu mereço e isso é fato. E sem dramas eu descobri isso, por isso não há com o que lutar, apenas com o que se conformar. Perdoa-me as irritações, a paranóia e os muitos desatinos e obrigada pelos risos, conselhos e por passar tantas tardes e noites comigo. Acho que é isso.
Com respeito P.