Para o Rodrigo,

23:56

Eu poderia falar sobre a amizade aqui, agora, mas acredito que há mais a ser explorado, então eu penso que cumplicidade é pouco para definir também, então decido falar sobre esse sentimento que insiste em morar em mim, em nós: a saudade. Doce, tu me veio num momento em que pensei em desistir de mim, dos meus ideais, da minha vida e tu com os teus telefonemas, com a tua atenção e com as tuas mensagens no msn me fizeram feliz. Sabe, Digão, alguns acordes não soam bem sem a tua voz, parece-me vazias as cifras, é como se todas as músicas necessitassem de ti para que estas estejam completa. E ocorre-me dizer isso hoje, porque hoje é teu dia, que por providência divina é tão nossa também.

Sabe, os dias realmente são preto-e-branco quando eu te penso, porque eu vejo como um filme antigo, de cenas amarelecidas as nossas conversas, os teus conselhos e o teu sorriso imenso. A tua voz que é doce, amigo. Que é paz e conforto para alma e eu penso - aqui no coração - que o teu lugar é tão aqui, que tu devias estar aqui conosco. O coração reclama tanto a tua presença, nós reclamamos mais ainda, mas sabes que mesmo longe tu moras em nossos corações. É como diz a canção: "se pela força da distância tu te ausentas, pelo poder que há na saudade voltarás." Nós que te amamos, sabemos que a distância não é nada, diante do mundaréu de sentimentos que guardamos dentro de nós. E sabe, moço da voz linda, do sorriso encantador e do jeito de moleque, a nossa vida é completa porque temos você.

Há pouco estávamos - teus amigos , nossos amigos e eu - conversando. E tu eras o centro das atenções, porque hoje é teu dia. E nós, partilhavamos das tuas peripécias e dos momentos que estivemos juntos e resumindo tudo. Tu és felicidade para todos nós, alegria e por hora saudade.
Mas sabe, que a tua presença em nós, costuma pintar essa saudade que insiste em se fazer cinza, dando a nós uma aquarela onde verde, amarelo e vermelho estão presentes. Nós te amamos, doce.
Acredito que posso falar pelos teus amigos da Família Orlando, Paulinho, Josué, Anselmo, Fernando e eu :D
Feliz aniversário Digão :)

Você também pode gostar

9 comentários

  1. Digão há de amar esse post tão carinhoso e verdadeiro.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Belíssima declaração!

    O melhor presente que alguém pode receber no dia do aniversário.

    Beijos e dê um abraço no sortudo. rs

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Digão! :)

    ResponderExcluir
  4. Que declaração linda para um amigo. É bom dizer a quem gostamos o quanto é especial.

    ^^

    ResponderExcluir
  5. Nada melhor que uma declaração dessas como presente de aniversário. Belas palavras, tão doces e verdadeiras. Belo.
    Parabéns à ele.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Linda declaração!!!
    Parabéns para ele...
    A distancia realmente não é nada diante do amor verdadeiro...
    bjos

    ResponderExcluir
  7. amei o texto, acho que toda amizade tem a capacidade de resistir a tudo. isso é claro depende das duas pessoas :) achei linda a amizade de vocês

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Toda declaração é única e esta tua foste assim, explícita e digna de amor. Que a amizade de vocês perdure por muitos e muitos anos...

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  9. Só quem conhece a saudade pode descrevê-la de uma forma tão bonita e verdadeira. A amizade é sim uma das coisas mais bonitas e complexas que já existiram. Linda declaração, realmente o Rodrigo deve ter adorado! Impossível não se emocionar com uma sinceridade tão grande diante dos olhos, simplesmente lindo. :)

    ResponderExcluir

@eupamelamarques

FANPAGE

DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.