Eu poderia falar sobre a amizade aqui, agora, mas acredito que há mais a ser explorado, então eu penso que cumplicidade é pouco para definir também, então decido falar sobre esse sentimento que insiste em morar em mim, em nós: a saudade. Doce, tu me veio num momento em que pensei em desistir de mim, dos meus ideais, da minha vida e tu com os teus telefonemas, com a tua atenção e com as tuas mensagens no msn me fizeram feliz. Sabe, Digão, alguns acordes não soam bem sem a tua voz, parece-me vazias as cifras, é como se todas as músicas necessitassem de ti para que estas estejam completa. E ocorre-me dizer isso hoje, porque hoje é teu dia, que por providência divina é tão nossa também.

Sabe, os dias realmente são preto-e-branco quando eu te penso, porque eu vejo como um filme antigo, de cenas amarelecidas as nossas conversas, os teus conselhos e o teu sorriso imenso. A tua voz que é doce, amigo. Que é paz e conforto para alma e eu penso - aqui no coração - que o teu lugar é tão aqui, que tu devias estar aqui conosco. O coração reclama tanto a tua presença, nós reclamamos mais ainda, mas sabes que mesmo longe tu moras em nossos corações. É como diz a canção: "se pela força da distância tu te ausentas, pelo poder que há na saudade voltarás." Nós que te amamos, sabemos que a distância não é nada, diante do mundaréu de sentimentos que guardamos dentro de nós. E sabe, moço da voz linda, do sorriso encantador e do jeito de moleque, a nossa vida é completa porque temos você.

Há pouco estávamos - teus amigos , nossos amigos e eu - conversando. E tu eras o centro das atenções, porque hoje é teu dia. E nós, partilhavamos das tuas peripécias e dos momentos que estivemos juntos e resumindo tudo. Tu és felicidade para todos nós, alegria e por hora saudade.
Mas sabe, que a tua presença em nós, costuma pintar essa saudade que insiste em se fazer cinza, dando a nós uma aquarela onde verde, amarelo e vermelho estão presentes. Nós te amamos, doce.
Acredito que posso falar pelos teus amigos da Família Orlando, Paulinho, Josué, Anselmo, Fernando e eu :D
Feliz aniversário Digão :)