Porque é necessário, por vezes, silenciar. Para dar espaço a novos sentimentos, organizar as ideias. Renovar. O coração pede calma, a razão quer calar e os outros sentidos não reagem muito bem. Deixo o meu silêncio - não eterno, mas o necessário para mim neste momento.
Eu só preciso de tempo. Para digerir, viver e quem sabe voltar a sorrir.

"Menos pela cicatriz deixada, uma feridantiga mede-se mais exatamente pela dor que provocou, e para sempre perdeu-se no momento em que cessou de doer, embora lateje louca nos dias de chuva."

Caio F.

Caso queiram me encontrar os contatos continuam os mesmos e estou respondendo com mais frequência no formspring.