Quando ele dorme lá em casa;


“Quando ela dorme em minha casa
O mundo acorda cantando...”
Zeca Baleiro/Fausto Nilo



Vês que objetos e seres inanimados tornam-se adjetivos em minha boca a fim de dar-te poesias inúmeras. Visto tempestades inteiras, banho-me com luzes vindas do céu, vejo-te em luzinhas que sonham em serem estrelas, vejo o esconde-esconde de vaga-lumes que brincam à noite e tudo me traz você. Porque quando você dorme em minha casa eu só quero te olhar e fico enraivecida quando o sono me vem pregar peça privando-me de te olhar os movimentos adormecidos, a respiração leve e os cabelos negros que ficam sobre os olhos. É que deitar a cabeça sobre teu peito me é reconfortante, ouvir cada batida dele traz-me alegria tamanha que poderia congelar o tempo, fazer que as horas, segundos, que o ponteiro continuasse parado ali. Só para te ter em minhas mãos, nos meus braços a noite inteira como deve ser. Porque quando você dorme em minha casa o sol amanhece sorrindo e os meus pés enroscados nos teus já não são frios.

Eu queria tanto dizer: “eu te amo”. Sem aspas, entrelinha queria dizer abertamente para que tu dormisses todos os dias aqui comigo. Mas a garganta se fecha e eu apenas pigarreio. E tu, doce, não me vês tal qual sou em minhas noites insones. Impaciente, inquieta, observadora e principalmente apaixonada. Irrevogavelmente. E esse abajur que ilumina metade da tua boca me vem provocar a loucura. E enquanto a música toca baixinho na rádio Consuelo Velázquez cantando “Bésame Mucho” eu te peço piedosamente que continues aqui dormindo para que os teus beijos tão meus estejam sempre ao meu alcance. É que a noite quando tu dormes até os grilos cantam afinados e o tique-taque do relógio parece dançar compassado com as batidas de meu coração. O mundo inteiro canta teu nome.

E então eu vou observando tudo que está ao nosso redor, reunindo diversas palavras e olhando no espelho vou ensaiando como eu te digo para que não soe fácil e muito menos falso. Que seja verdadeiro, assim como o que eu sinto aqui dentro. Para que não te assuste, para que tu não fujas de mim e permaneça aqui mesmo que meio grogue de sono, com os cabelos desgrenhados. E então quando os teus olhos abriram de manhã, amor. A única coisa que escapuliu dos meus lábios foi: "bom dia". Acredito que os meus olhos já te disseram inúmeras vezes o que minha boca insiste em não dizer.

Compar:

22 comentários

  1. Que bonito :D

    Diga eu te amo então,é tão bonito e sincero.Ameeeeeei teu blog, no fds irei ler todos os seus textos *______*


    beeeeeijos.!

    ResponderExcluir
  2. " Porque quando você dorme em minha casa o sol amanhece sorrindo e os meus pés enroscados nos teus já não são frios. "

    Um dia quero acordar e ver alguém do lado, tão perto, perto demais, e ser eu a pessoa que lhe diria o primeiro 'eu te amo' do dia. Ah, sonhei por um minuto.

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  3. Eu tb queria poder dizer eu te amo sem aspas... :P
    O Pam, olha tô fanzendo com uns amigos um post coletivo pra sexta-feira, postar a partir das 18:00 horas. O Título é SER. E a base é essa letra: "hoje eu sou da maneira que você me quer. O que você pedir eu lhe dou, seja você quem for, seja o que Deus quiser"
    Se quiser participar, sinta-se convidada. E avisa as meninas. Bju!

    ResponderExcluir
  4. "Acredito que os meus olhos já te disseram inúmeras vezes o que minha boca insiste em não dizer"

    Comigo é sempre assim...

    ResponderExcluir
  5. muuuuuuuuuuuuito lindo!!!!
    adorei a parte do dizer eu te amo sem aspas...
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Falar de amor não devia ser tão complicado. A primeira vez que disse eu te amo me arrependi, porque agi por impulso. Magoei e até hoje tenho várias marcas por causa disso. Diga quando tiver certeza.
    Torço por você.

    ResponderExcluir
  7. ... quando eu acordo e a vejo do meu lado...

    ResponderExcluir
  8. Quando eu precisar escrever uma carta de amor, com certeza pedirei a você. Seus textos sempre têm tanto amor e um jeito tão doce e sempre enaltece tanto o outro...

    Acho que só uma vez disse um 'eu te amo' de verdade. Daqueles bem sinceros mesmo. Não me arrependo, mas é uma coisa que se não for mútua, se torna um pouco constrangedora...

    E bem que eu queria acordar ao lado de alguém, mesmo que na realidade não seja tudo tão romântico assim... E mesmo que eu não tenha esses ímpetos de querer imitar aquela música do Aerosmith.

    ResponderExcluir
  9. Interessante eu chegar aqui e encontrer este texto seu. Que fala sobre falar eu te amo. Ontem eu decidi, não falo mais Eu te amo pra ninguém. Como toda regra tem exceção, vale meu melhor amigo, minha mãe, meu pai e meus irmãos. Mais ninguém. Mas aí euy venho aqui e leio:"Acredito que os meus olhos já te disseram inúmeras vezes o que minha boca insiste em não dizer."
    Bom, pelo menos ainda direi "te amo".

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Eu achava a música linda: fato.
    Mas depois desse teu texto, ela ficou fosca.

    Lindo, doce. Muito mais que lindo.

    ResponderExcluir
  11. Linda você, Fê. E obrigada mais uma vez pelo layout mana. Tu mandas muito bem =D

    Te amo!

    ResponderExcluir
  12. Primeiro: o lay ficou tão legal, simples e diferente, gostei.

    Segundo: AMO essa música do Zeca, aliás, amo as músicas dele. Já suspirei demais ouvindo e cantarolando ela... "Com o futuro em suas asas, ela se vai, ela se foi..."

    Terceiro: o texto ficou ótimo, apesar da tristeza contida. Dizer 'eu te amo' sem aspas e entrelinhas é tarefa de coragem, mas sempre possível.


    Beijinho, Pâm!

    ResponderExcluir
  13. Deve ser muito bom mesmo! Tomara que isso te aconteça mais vezes! bjs

    ResponderExcluir
  14. Porque, quando ele dorme em tua casa, é como se não houvesse nada além dos dois.
    Tão lindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. não ensaia... fica mais bonito quando sai naturalmente ^^

    ResponderExcluir
  16. Oi, Pâmela. Obrigado pela visita ao meu blog!

    Acho que as vezes nos preocupamos demais em dizer o que sentimos; mas o que você faz pode significar muito mais do que simples palavras vazias de ações (e muitas vezes, sentimento).

    Abraço.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Que lindo...
    É só amar... e amar... e amar...

    ResponderExcluir
  19. Os olhos sempre nos traem...
    Tá lindo o blog, Pamela!
    Show... show mermo!

    ResponderExcluir
  20. Você escreve muito bem fiquei encatada.
    As vezes não anunciar seu amor pode ser um erro.
    Se for digno do amor não irá fugir.
    Adorei seu blogger estou seguindo.

    ResponderExcluir
  21. 'Gostei muito desde escrito Pâmela...
    Doida... Mas sincero e bom

    Gostei do trecho: Acredito que os meus olhos já te disseram inúmeras vezes o que minha boca insiste em não dizer.

    Prazer!'

    ResponderExcluir