Sadness.


E então, a gente acorda no meio da noite com uma vontade de gritar. O travesseiro já não quer mais cooperar. Talvez não queira mais ser cúmplice de seus medos, talvez esteja cansado do salgado de lágrimas e deseje o doce de sonhos. Ela, porém, não dá ouvidos a ele. Acha-o traidor, como ousa abandoná-la assim dessa forma? Sempre lhe fora tão fiel. Droga de travesseiro. Judas - ela exclamava.

Levantou-se e com os olhos no espelho viu seu rosto amassado, a testa vincada mostrava preocupação, e as pálpebras inchadas denunciavam o que havia dentro dela. Tristeza.
Uma tristeza tão profunda que lhe faltava a respiração, como se o ar não fosse suficiente. Sentia o coração dilacerado por dentro, como se alguém estivesse esmagando-o. Não entendia o motivo. Só sentia. Forte.

Tentou ligar, escrever, mas a única coisa que conseguira foi um telefone mudo, uma folha borrada de tinta de caneta por sua lágrimas, que ridiculamente insistiam em dizer que havia um buraco dentro dela. Havia. Sentia como se estivesse com fome, mas sabia que não era tão simples assim. O que ela desejava não se vendia em lanchonetes, não se encontrava em geladeiras. Talvez, ela não soubesse o que queria.

Talvez ela só estivesse perdida.
  • Em resposta ao Anônimo.

Tags:

Compar:

22 comentários

  1. Dessas coisas de querer e não saber como poder. De interrogações e esperanças que abrigam um mesmo espaço, empurrando a decepção para longe, para não doer.

    Tudo passa, ouvi dizer.

    Fique bem.
    Beijo de boa sorte, de bom dia e de expulsa-lágrimas.

    ResponderExcluir
  2. E quantas vezes na vida precisamos nos sentir assim para poder entender o quanto é difícil conviver com os nossos próprios receios??

    Fortes palavras, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Essa falta sei lá de quê é algo que incomoda.. No fundo, não acredito que o motivo seja de todo desconhecido. Pode ser só ofuscado...

    É triste, mas passa.

    Beijo grande, Pâm!

    ResponderExcluir
  4. Nha que incrível a maneira que escreve.

    Vai passar, a gente que tem se perder para se encontrar as vezes.

    ResponderExcluir
  5. Esqueci...
    E sim acho que os homens preciosos estão em falta no mercado.
    Os cafas cansam!

    ResponderExcluir
  6. Sabe o que é engraçado? A dúvia nos deixa um vazio tão grande, que quando a resposta aparece, fica um vazio ainda maior do espaço que o vazio ocupava. (confuso, eu sei)

    Na verdade, eu já me encontrei algumas vezes na geladeira. Sabe aquela história de abrir a geladeira pra pensar? Pois é.

    ResponderExcluir
  7. Coisa de solução baixinho e murmurar entre os dentes o que o rosto estampa...Não sei se é texto ou contexto este sussurro que faz aumentar a tristeza mas o fato é que você é uma escritora. Jovem e muito talentosa.
    Muito bom ler você.
    Abraços e boa semana.

    ResponderExcluir
  8. Querer e não saber o que.
    Sofrer e não saber o porque.
    Parece que o que almejamos tanto ainda não tem nome ...

    ResponderExcluir
  9. Adorei o seu blog floor,
    to seguindo,

    bjus ;*

    P.S. obrigado pela visita no meu blog.

    ResponderExcluir
  10. Pâm,
    Sei que nem vai me escutar como das outras vezes, vc nunca me escutou mesmo.
    Só quero que saiba que eu te gosto e to do seu lado sempre, mesmo que...

    ResponderExcluir
  11. De alguma forma, a moça se encontra!

    ;)

    E quando se encontrar, o mundo vai se render a essa beleza-poesia toda!

    ResponderExcluir
  12. Complicado quando o que desejamos não podemos obter facilmente, vem a angustia e a incapacidade pesando ainda mais em nós.

    ResponderExcluir
  13. Tristeza.
    Forte.
    Talvez.
    Perdida.
    É, não é tão fácil não desistir quando tudo o que era para ser feliz só traz lágrimas (tristes).

    ResponderExcluir
  14. Perfeito texto!
    de certo que ás vezes é assim mesmo
    O querer fica tao longe do poder \:
    Bj bj

    ResponderExcluir
  15. Pior do que não conseguir o que se quer, é não saber o que se quer ou não ter certeza. Ficando, assim, sem ter pelo que lutar.

    Mas tudo passa, e logo as coisas voltam ao normal.
    É péssimo estar perdida, mas logo isso muda, e ela se encontra.
    Fique bem, beijos. Alias, ótimo texto.

    ResponderExcluir
  16. sempre vi a tristeza como um corpo estranho ao meu organismo que deveria ser combatido de alguma forma...

    então... você já sabe o que vou dizer né... combate-a, ela inimiga.

    :-P

    ResponderExcluir
  17. "Talvez ela só estivesse perdida"

    serviu p mim heheheh
    Mt lindo do jeito q vc escreve adooro hehe

    Beijocaas.

    ResponderExcluir
  18. me vi nesse texto, faz dias em que não consigo dormir direito .. acordo com as lágrimas :/

    é tudo tão complexo . adoro teus textos !

    ResponderExcluir
  19. Ótimo para ela!
    Coitados desses que nunca se perdem

    ResponderExcluir
  20. Sortudo ele.
    Eu queria que alguém me amasse assim.
    Você é incrível Pâm. Vai encontrar um cara legal. E sorte do sorteado.

    ResponderExcluir
  21. Nossa num sei por que alguma parte desse texto me lembrou a cena de "Lua Nova"...rs...
    Ameiiii...

    ResponderExcluir