Só atenda, por favor.

Eu sei que já está meio tarde e o relógio insiste em dizer que é hora de dormir, mas atenda ao telefone. Por favor. É que – excepcionalmente hoje – criei coragem de lhe falar. Sim, que esperaria você na praça de vestido florido com tranças nos cabelos e bochechas rosadas, que eu te levaria um buquê de rosas depois do expediente e lhe entregaria as vinte e duas cartas que te escrevi desde as 08 da manhã. Que eu continuaria apaixonada por você, mesmo que você adotasse um estilo skinhead. Só me atenda.

É que eu sinto que estou me perdendo dentro dessas poesias que insisto em escrever dentro da cabeça. Olhe. Vou te confessar que ando com um bloco de anotações – não ria – só para escrever cada sensação e sentimento quando eu me lembro do teu sorriso largo. Os meus dedos estão doendo de apertar o redial, mas parece que você não está. Olha a minha mãe veio até aqui e perguntou o porquê de meus olhos estarem vermelhos. Sabe a minha rinite alérgica? Eu nunca amei tanto ela. Minha mãe acreditou.

Acho que meu xarope está vencido. Deve ser isso. Talvez se eu estivesse em sã consciência não teria tirado o telefone do gancho. Sou bem insana mesmo. Você diria inconstante, eu sei. Mas também não diria nada. Afinal te sou amiga, apenas. E você me dói, não por me doer propositalmente, entende? Acho que a culpa da ferida que está crescendo dentro de mim sou eu mesma.

Tudo bem, vou desligar o telefone. Nem precisa retornar a ligação. Não vou estar acordada mesmo e talvez a coragem de lhe falar já tenha se esvaído.

É eu tentei.

Tags:

Compar:

29 comentários

  1. Meu Deus, eu sempre quis receber um recado desses após o BIP!
    Acho que ele vai retornar... É, ele vai.

    ResponderExcluir
  2. Você ligou mesmo? hehe

    Não deixe o seu achar esmagar suas esperanças. Mesmo que ele não goste ainda, sempre pode começar a gostar. Sabe aquele "BANG"? "Caralho, eu poderia amar essa menina".

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, eu sou meio por fora dessas coisas. Gtalk é Google talk? xD
    Eu tenho msn, serve?

    (se servir: mathe_eus@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto bem realista.
    Ainda não conhecia teu cantinho, bem bacana!
    Bjos,
    Paulinha

    ResponderExcluir
  5. Eu me canso de te comentar, serião. É que tudo que tu escreve é tão tocante e lindo. E eu penso nas conversas, em tudo, e sei que sou que nem você, momentânea. De um dado momento, quero dizer. Questão de coragem, falar o que tem que ser dito e, fatalmente, arrepender-se logo depois. É, não é?

    Beijo minha flor do campo.

    ResponderExcluir
  6. Oun. amei teu texto.

    *__*
    Um doce.
    Sou do tipo que tenta tenta e tenta ...

    Bj bj flor

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do texto, realmente vamos continuar tentando...
    Gostei do seu espaço está de parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. É, não dá pra colar mesmo Pâm...

    Mas, se ele não atendeu ainda, vale a pena insistir. Talvez a coragem falte é do outro lado da linha ;)

    P.S. Fiquei impressionada com o Matheus acima hahaha Acredite nas palavras dele tbm!

    ResponderExcluir
  9. Pato fu virá a minha cidade para cantar: " Prometo, juro, garanto vou resolver tudo isso; quando tiver coragem e mais nenhum compromisso!"

    hehe.. falta coragem, muitas vezes. Daí, vem os blogs e as palavras para transcrever!

    "Sim, que esperaria você na praça de vestido florido com tranças nos cabelos e bochechas rosadas..". Sério, imagino a cena.

    Repito o que te falei nos últimos posts: Sortudo do cidadão. Espero, sinceramente, que ele reconheça o destino sorrindo pra ele.

    Beijos, moça!

    ResponderExcluir
  10. Continue insistindo neste amor
    não desista
    ligue, escreva
    mas não desista

    ResponderExcluir
  11. Humilhações amorosas... Amores desesperados... Por que ela insiste num relacionamento desses ainda? Ou melhor... porque ela insiste em gostar dele ainda?

    ResponderExcluir
  12. É melhor insistir do que depois se arrepender por não ter insistido tanto..=/

    ResponderExcluir
  13. Sabe Anônimo,

    É complicado não saber onde se pisa. É como buscar um interruptor no meio da escuridão cheio de obstáculos. Desistir já não é uma escolha tão minha só, infelizmente.

    Segunda-feira, te explico num post.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. É impressioante como a coragem costuma nos deixar na mão em momentos assim, e lutar contra a "covardia" é algo extremamente difícil. Mas eu ainda prefiro acreditar que o sentimento verdadeiro move montanhas, e como para tudo existe uma hora certa, creio que no momento exato, o acontecimento exato virá.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  15. Incrível como tudo que tu escreve tem tom de realidade. Fico pensando que aconteceu de verdade e a sensação bate aqui... Eu ficaria desesperada caso ele não atendesse.

    Insistiria até conseguir. [já fiz isso]

    Bonito texto.

    Beijo, Pâm.

    ResponderExcluir
  16. Acho que devia ter deixado quarenta e quatro mensagens na caixa postal, só para não desperdiçar a chance que teve ao que a coragem despertou no meio da noite.

    ResponderExcluir
  17. Ah, Pâm(?)... Se você soubesse como é doce o doce dos seus textos, nem ligaria para o doce amargo dos meus poeminhas bobos, viu? :D

    Eu queria ter esses surtos de coragem e inspiração. Mas todo surto que eu tenho é de loucura ou depressão(não era pra rimar haha).
    Sabe, mesmo que ele não retorne a ligação, que bom que ela ligou. Pelo menos esse amor não corre o risco de morrer sem ter vivido. Ele pode não ser correspondido, mas com certeza será lembrado.

    ResponderExcluir
  18. velho, me encontrei no seu texto! Caramba, ele definiu o que eu sinto quando ligo, quando mesmo sabendo que a minha voz não vai ser a que se queria ouvir. Insisto, e insisto assim, quase sem me sentir insistente. E depois escrevo algo sobre isso e exponho no meu blog, bem desse jeitinho! Parabéns pelo texto, maravilhoso! :)

    ResponderExcluir
  19. atende o telefone!!
    Depois vai ser não vai ter mais coragem para dizer.

    Lindo o jeito que escreve corrido, que tem uma narrativa forte!
    Adorei.

    ResponderExcluir
  20. O teu jeito de escrever é lindo!
    Amei,muito lindo mesmo!
    Me identifiquei muito com o texto,e se for a sua realidade,quando ele ligar atenda!
    :D
    Beijos,
    ;**

    ResponderExcluir
  21. ja me aconteceu semelhante.. aiiin quando eu comecei a ler ja sabia que teria um final assim, que iria me deixar com a mao no coraçãao.. mas a vida sempre faz uma manobra que nos leva a fazer o que deviamos!
    beijos, lindo como sempre

    ResponderExcluir
  22. Eu vivo tentando mas as pessoas nunca 'atendem o telefone' (:
    Adorei o texto *o*

    ResponderExcluir
  23. Lindo e bem sincero .
    mais me diz q hras eram essas ? hauhahua
    bjs

    ResponderExcluir
  24. E depois disso tudo, ele te retornou a ligação?
    Achei lindo o post, as palavras ficam ótimas juntas e você escreve muito bem :)

    Tô seguindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. adoro ler textos assim, com cartas destinadas a outras pessoas.
    é incríbel como a gente sempre se encontra no sentimento, e, na palavra dos outros.

    "esperaria você na praça de vestido florido com tranças nos cabelos e bochechas rosadas, que eu te levaria um buquê de rosas depois do expediente e lhe entregaria as vinte e duas cartas que te escrevi desde as 08 da manhã."

    Incrível!

    ResponderExcluir
  26. Eu prefiro andar com o bloquinho de anotações a mão do que pegar o telefone e dizer tudo que sinto. graças a Deus sou melhor com as palavras. A atitude de tentar é a mais salvadora do mundo, não devemos providenciar algo se não tentarmos . mas tenho medo de tentar !

    um bj

    ResponderExcluir
  27. Ah, que doce, que lindo, que apaixonante!
    Gostei muitíssimo.

    Me alegro muito pelo fato de você ter me visitado. Adorei; volte sempre!

    Um beijo e boa semana.

    ResponderExcluir
  28. Não consigo parar de ler os seus textos, nem deixar de comentar o quanto o que vce escreve se parece com o que sinto. Me definiu, de novo. ^^

    ResponderExcluir