Você é o meu lugar favorito.



Aceita dançar comigo?

Você me chamou para dançar e naquele momento eu peguei a tua mão. Não sabia ao certo o ritmo que deveríamos dançar, mas quis – ainda assim – estar entre os teus braços. Fechei os olhos, deixei a música nos embalar e percebi ali que você era o meu lugar favorito. O coração da gente sabe, os nossos pés não se sentem estrangeiros, quando encontramos o nosso lar. Você me abraçou e fez dos teus braços a minha morada, fez do teu sorriso o meu porto seguro, fez do teu coração a minha casa.

Há quem diga que o amor é aquela borboleta que pousa em nós quando estamos distraídos. Foi preciso muita calma, bater em algumas portas fechadas, derramar algumas lágrimas, recomeçar algumas vezes, até encontrar você: meu parceiro de dança ideal. O meu amigo de fé nos momentos difíceis, o meu Norte preciso quando perco a direção. Sabemos que nossa valsa nem sempre fora ritmada. Em alguns momentos dançamos em ritmos descompassados, mudamos de música algumas vezes, pisamos no pé do outro, quase caímos. Quase.

Eu aceito dançar com você. Essa foi a resposta mais acertada da minha vida. A gente não tem noção do quanto as nossas decisões podem direcionar os nossos caminhos. Nós não temos dimensão do que encontraremos atrás das portas que decidimos abrir. Eu não tinha ideia do quanto a vida poderia mudar após uma simples dança. Não compreendia que ali, naquele momento, estaria dando a você não somente a minha mão, mas todos os meus segredos e o que há de melhor em mim.

Você é o meu lugar preferido. É o lugar que sempre volto quando estou ferida pelos dardos inflamados da vida. É o lugar que eu repouso sempre que a vida está cansativa demais. É o lugar que eu me encontro sempre que percebo que estou perdendo a direção. É o lugar que sempre me acolhe quando me sinto indefesa como uma criança recém-nascida. É o lugar que me abriga sempre que me vejo em meio às tempestades do dia a dia. É o lugar. O meu lugar.


Compar:

1 comentários

  1. Você é sempre essa poesia, assim. Esse tom que me faz sentir tão à vontade enquanto leio. Tuas palavras pra mim são músicas, Pâm. Eu danço quando acompanho tuas letras.

    Tua escrita é um dos meus lugares preferidos.

    Obrigada pelo texto doce e leve nessa tarde bonita.

    ResponderExcluir