Era uma vez, um conto de amor.


Quem não conhece o casal mais apaixonado do rock brasileiro? Renato Russo já os descrevia como: Eduardo e Mônica. “Eram nada parecidos, ela era de Leão e ele tinha dezesseis [...] E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa que nem feijão com arroz.” 



E nada diferente hoje existe um amor que se faz presente e que independe de circunstâncias para se amar. Ele com suas covinhas se perde ao vê-la sorrir. Morena da cor do pecado que tem ginga no sangue e que o fascina dia a dia com seus cabelos encaracolados. Garota de personalidade única, destemida e carinhosa, de uma beleza sem igual, fez moradia no coração dele que ao sentir o tamanho do poder desse sentimento pediu permissão para no coração dela poder também habitar.

Reza a lenda que a vida costuma brincar com as pessoas, e que os anos podem ser um fardo pesado para se carregar. Mas fizeram um juramento que honram em todo o momento que um do outro haveriam de cuidar. Ele garoto tímido que não sabe o que faz para cada dia mais a ela agradar, mal sabe ele o tamanho do amor que ela carrega em seu peito e a admiração que tens por poder de namorado a ele chamar. Ele a confunde e a faz questionar coisas do tipo:

- Porque solto sorrisos somente de olhar para você?
- E toda vez que tento te espiar é exatamente o mesmo momento que você também já está a me olhar?
- Porque tenho essa certeza dentro de mim que você parece tão certo?
- E nem me ouso a questionar quaisquer que sejam as outras opções. E como poderia eu outra coisa desejar? É meu melhor amigo, tem o beijo mais gostoso e um abraço bom de se morar.

Ela ama agitação, e ele se perde na calmaria. Ela curte desde eletro, rock a um Bon Jovi e um tal de Thiaguinho. E ele já pede: - Toca aí um Henrique Juliano, ou uma moda que me faça cada dia uma nova forma de a ela me declarar. Vão do brigadeiro na colher, ou a pizza no final de semana, mas no regime ele não é parceiro porque de salada ele não gosta nem do cheiro. A juventude é algo lindo de se ver. Mas ao olhar para esse casal, tudo que tenho vontade é de em uma história de amor também me perder. Garota de fé absurda e de pureza no coração. Ele faz planos,  projetos, e sonha com ela entrando na igreja de vestido branco e dizendo sim com toda sua emoção. Por ele, ela tem o maior amor do mundo.

Se perdem na noção do tempo quando estão juntos e cada vez mais ao lado um do outro eles querem ficar. O que para muitos é perca de tempo para eles é escolha de vida, e muita devoção, respeito amizade e uma infinita paixão. Se tornam fortes para juntos uma linda história de amor a todos poderem contar. Lhes apresento um casal apaixonado, e que não possuem  clichês. Ela o ama exatamente como se é, e ele só pede para Deus os abençoar, porque no que depender desses jovens apaixonados muitos textos essa escritora que vos fala ainda há de escrever. 

Fotografia de Eduardo Viero.





Compar:

0 comentários