Teus dedos (me) dedilham.

18:30



Teus dedos dedilham a minha pele: sou violão. Uma sinfonia que somente teus dedos conseguem com destreza executar. Em meu ventre o Sol se faz bonito casando-se com vários acordes: somos canção. Somos “muito/tanto” da vida. Ela que se desenha preguiçosa lá fora, enquanto sôfregos nos rendemos ao que somos. Somos instinto nada extinto. Somos um misto de desejo, ternura e vontade. Somos a vida que muitos queriam ter, mas pudicos se negam. Somos a excitação de um novo amanhã. Somos o pulsar do coração que se descompassa por nossa respiração desritmada.

Tuas mãos envolvem os meus cabelos e os meus sentidos se perdem no seu entrelaçar de dedos. Não há juízo que se mantenha intacto quando você me faz tua. Quando o teu sussurrar abarca o meu coração, quando a tua respiração aquece o meu pescoço, a minha alma e o meu interior. É como se o mundo parasse por um instante. Tal qual uma brincadeira de estátua. A vida parece nos observar de forma invejosa. É como se dissesse: “olhem como se têm”.  

Nos temos. De uma maneira indescritível e inigualável. É como se fôssemos um rio a desaguar em um oceano. Metades que se completam e se têm de forma óbvia e precisa. Você me toca com a expertise de quem nascera para aquilo. Acordes, melodias, sons se perdem e se acham no eco de nosso quarto. Somos uma orquestra sinfônica. Um dedilhar de sonhos muitos, de vontades exageradas e desejos nada contidos. Somos música.

Teus dedos dedilham a minha alma e não há canção no mundo que supere em beleza, em ritmo, em harmonia, todo o amor que surge dessa nossa leveza de amar. Teus dedos dedilham a minha história e já posso ver Beethoven sendo substituído nas chamadas de espera. Já posso ver os altos falantes da cidade sintonizados em nós. Já posso visualizar, egocentricamente, a vida girando em torno de nós. Eu, canção escrita. Tu, maestro que me rege.


Você também pode gostar

3 comentários

  1. Segunda love songs de sucesso, porque a música que inspirou foi a tua própria!

    Nada mais bonito do que isso, Pâm. Ser regida com maestria pelo amor e pela urgência de amar.

    Gostei foi muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor que o texto é receber a tua aprovação sempre! ♥

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

FANPAGE

@igpamelamarques


DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.