Some da minha vida, por favor!



Por favor mesmo: some da minha vida! Por um instante, acreditei que você gostasse de mim. Mas você, talvez, tivesse na verdade só um carinho ou uma forte admiração. E nada mais! Nunca foi um gostar de verdade. Suas atitudes provaram isso pra mim enquanto a gente era mais que amigos. Enquanto eu sentia seu corpo pegando fogo como o meu, eu até me permitia me iludir. Isso é lamentável, sabia? Fingir que acreditava que você gostava, era horrível. E eu até consegui sofrer por isso que inventei.

Nunca tivemos nada na real. Por isso te peço, por favor, saia do meu caminho. Some da minha vida! Não tenho condições de amar pela metade, de gostar de metade, de mentir a mim mesma. E ao seu lado, eu mentia, eu vivia o que eu tinha criado. Você foi um personagem que eu criei. Seus beijos eram demais, maravilhosos, mas em boa parte delas, senti apenas obrigação. E nada além disso. Difícil demais admitir isso. Mas é a realidade.

Vou ficar bem. Aqui, dentro de mim, tem uma coisa interessante, chamada amor-próprio. E tem algo mais legal ainda: orgulho. Eles irão me ajudar a tirar você de mim. Some da minha vida! Por favor! Me deixa sair da sua. Não corra atrás de mim como fez das outras vezes. Você sabe que eu não resisto e dessa vez, estou tão cansada que tenho quase certeza de que te daria um fora. A coisa não está boa, eu fico com medo de ter tomado uma decisão errada, mas o meu amor-próprio me diz, há tempos, pra sair disso. E o orgulho, agora grita: “sai disso”. Não dá pra continuar me enganando.

Eu tinha prendido minha sanidade mental na gaveta. Com cadeado e tudo. Mas felizmente, de algum jeito eu recobrei a consciência. Me lembrei que quem ama dá valor. Me lembrei que quem ama prefere ficar junto. Me lembrei que quem quer faz. E somei todas essas lembranças às suas desculpas. A conta ficou pesada demais. Você não vai mais me iludir. Não vou permitir que me magoe.

Ferida como estou agora, já é o suficiente pra seguir a vida sem você. Não preciso me humilhar para ter alguém do lado. Afinal, quem me quiser, vai se esforçar pra me ver feliz. Você faz o contrário. Me oferece o resto de você, o resto do seu tempo, o resto da sua atenção. Nunca mais quero me apaixonar cegamente como permiti que acontecesse com você.

Você tem atitudes que eu abomino em um cara. Me anulei para estar ao seu lado. E você sempre com desculpas. Agora, chega! Some da minha vida! Desaparece! Não envie mensagens, nem emails. Me cansei desse joguinho de gato e rato. Se você quisesse, já teria acontecido. Se você também gostasse de mim, como gosto de você, já seríamos um casal. Sou madura o suficiente pra te tirar de mim. Vou sofrer mais agora, vou ficar mal, querer passar uns dias no quarto, sozinha. Mas isso passa!


Some da minha vida, é o último pedido que te faço. Eu vou sobreviver a você.


Compar:

0 comentários