Dormindo no meu carro.



►Leia ao som de Sleeping in my car, Roxette◄

Desconecte-se do mundo e sintonize-se apenas na rádio deste carro. Não há compromissos nos esperando, não há urgência que nos busque, não há nada além de nós. Deixe que a vida se faça lá fora, longe de nós. Hoje não precisamos cumprir agendas ou fazer sala às visitas. Continue dirigindo por esta estrada. Não se preocupe com o que há no final dela. Por ora somos somente nós: eu, você e essa vasta rodovia.

Deixe a vida de lado por um instante. Observe somente a lua bonita lá fora e as estrelas que se formam no céu. Elas que se apequenam diante das constelações que habitam em teus olhos. Elas que se tornam medíocres perante o Universo que existe em você. Deixe que tudo tome o curso natural. Que o sol se ponha e que ele nasça assim como tem que ser. Que você se encontre e se reencontre dentro de mim.

“Dormindo no meu carro vou te despir, dormindo no meu carro irei te acariciar” e quando não houver mais som lá fora todos ouvirão nós dois a nos amar. O nosso canto libertador. O amor que se faz em nós. Em minha pele, em teus lábios, em nossos meios, em nossos finais. A paixão que de sôfrega se confunde com uivos. Há uma lua cheia lá fora a nós enamorar. Há uma luz brilhante a nos banhar.

Desconecte-se do mundo e sintonize-se em minha voz. Ouça o meu som/nosso som que cresce a medida que deixamos ser dois e nos tornamos um. Escute o silêncio pairar no ar como que todo o mundo virasse expectador de nós dois. Atente-se somente às nossas vontades, aos nossos desejos muitos, ao nosso entregar.  Sinta apenas o que nasce e morre em nós. "A noite é tão bonita e tão jovem".

Dormindo no meu carro vou te despir...



Compar:

4 comentários

  1. você tá demais nesses textos, Pampam. ♥

    ResponderExcluir
  2. Essa foto me lembrou aquela cena de Titanic, lembra? Idêntica.

    Eu já piro nesses teus love songs, véi. Dá uma saudade de me inspirar assim, em cima de músicas.

    Como Fê disse, você tá demais. Tá é tudo!

    Te ler é sempre assim: desenhar filmes a cada parágrafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois escreva, amiga. O gostoso de escrever baseado em música é ficar pensando os dois envolvidos naquele balanço da música.

      A foto é parecida. Aliás, idêntica. Pensei justamente em Rose quando vi hahaha. Tenho predileção por aquela cena.

      Mermã, eu tô querendo é mais. To querendo ser ousada. Bora ver se consigo.

      Excluir