RESENHA - O Orfanato da Srta Peregrine para crianças peculiares.



LIVRO: O Orfanato da Srta Peregrine para crianças peculiares;
SÉRIE: O Orfanato da Srta Peregrine para crianças peculiares;
AUTOR: Ranson Riggs;
ANO: 2015;
EDITORA: Leya;
PÁGINAS: 336.
SINOPSE: Tudo está à espera para ser descoberto em 'O orfanato na Srta. Peregrine para Crianças Peculiares', um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.

O livro conta a história de Jacob um adolescente que trabalha na rede de mercados da família de sua mãe, ele odeia o seu emprego e já tentou de várias formas ser demitido, sem sucesso. O pai de Jacob está sempre em busca de um sonho que é publicar um livro, porém esse sonho sempre acaba dentro de uma gaveta.

Jacob tem uma ligação muito forte com o seu avô paterno Abe Portman, ele sempre contava ao neto, histórias mirabolantes e encantadoras de quando viveu no Orfanato da Srta. Peregrine, para onde foi levado durante a Guerra na Ilha de Gales. Conforme Jacob foi crescendo, as histórias de monstros e crianças com super poderes, foram perdendo o encanto. Depois que o vovô Portman faleceu, Jacob começou a questionar se tudo o que o avô relatava era verdade e foi então que resolveu ir até a Ilha em busca de respostas. E é ai que a aventura começa.

Não gostava de ler livros de fantasia mais confesso que, a cada vez que leio eu me apaixono mais e mais pelo gênero. Esse livro nos transporta para um mundo tão fantástico que nem eu acredito que seria possível.

Ransom Riggs criou um mundo tão espetacular que não há como não se apaixonar. Durante a leitura sempre me perguntava: “De onde vem tanta criatividade?” “ Será que ele ouvia histórias de seus avós parecidas com essa?” “Como ele conseguiu criar um mundo tão fantasioso e tão envolvente ao mesmo tempo?” Porque sério, esse livro é um os melhores que eu já li. Me apeguei tanto aos personagens, ao Jacob, que não tinha como não torcer por ele, O crescimento dele durante a narrativa foi incrível.

Recomendo a leitura a todos mesmo para quem não gosta muito do gênero, porque é surpreendente. A leitura tem uma pitadinha de terror, mas é quase imperceptível e tem muito suspense, romance e fantasia e a cada capitulo uma nova surpresa. E não podemos esquecer das fotos que ilustram cada personagem, fazendo com que nossa mente entre cada vez mais na história.
Eu só tenho uma critica, que é uma questão “técnica” e de gosto pessoal, como sou muito “neurótica” com as minhas leituras eu odeio parar no meio do capitulo, e os capítulos desse livro são extremamente longos.

QUOTES:

“ É a ele que você quer, não a mim. Não posso ser para você quem não sou."
“ Eu não sabia como chamar aquilo que acontecia entre nós, mas estava gostando. Era uma sensação tola, frágil e boa. “
“ Quando alguém não o deixa entrar, você acaba parando de bater. Entende o que quero dizer?"

“ Se eu nunca voltasse para casa, o que ficaria faltando?"

“ Eu a amava, é claro, mas em grande parte porque amar a mãe é obrigatório, não porque ela fosse alguém que eu achasse que gostaria muito se conhecesse andando na rua. O que ela não faria, de qualquer maneira; andar é para pessoas pobres."





Compar:

2 comentários

  1. Arrasou na resenha! O livro é sensacional. Aliás, a série toda...

    ResponderExcluir