Meu abraço-casa. Meu amigo-irmão.


Você tem um jeito de confortar a minha alma quando me abraça e diz que a vida é bem maior do que os dias tristes. E eu me sinto privilegiada por ter você aqui sempre tão presente e vivo em meus dias. Você tem um jeito de me fazer acreditar na vida quando me diz sobre os teus dias maus e todas as coisas boas que vieram após as tribulações. Você tem um jeito de me fazer sorrir quando lembra de alguma piada idiota ou de algo embaraçoso que viveu só para me mostrar que há sempre alguém em uma situação pior.

Você tem um jeito de me acalmar quando pega o violão e toca Kelly Patrícia. Quando tenta cantar, com a voz desafinada, sobre passarinhos e a misericórdia de Deus. Você tem um jeito de me encantar quando fala sobre crianças, sobre a graça que é ter um ser tão pequenino em sua vida e saber que saiu de você. Você tem um sorriso tão acolhedor, um abraço tão preciso, que dá vontade de ficar naquele quentinho longe das ciladas e maldades da vida.

Você tem um sorriso encorajador e todas as vezes que te olho sorrir acredito que a vida foi bem generosa ao cruzar as nossas vidas. Você tem sempre os melhores conselhos, as melhores broncas – se é que isso é possível – e as melhores/piores piadas. Você sempre tem a melhor ideia. Seja ir nadar neste frio polar que está fazendo em Brasília, seja ir jogar dominó com os amigos enquanto comemos batata-frita. Você é o melhor amigo. Sempre. Será o melhor amigo até o fim dos dias.

Você tem uma forma tão bonita de me fazer ver e acreditar na vida. Que é impossível não recorrer a você nas minhas maiores tempestades. É como se eu estivesse longe de tudo e de todos. É como se os problemas não existissem. É como se você fosse o meu super-herói. Ou como se eu fosse uma criança indefesa e você um super-adulto. E parece que sempre foi assim.

Você tem um abraço-casa.

A minha casa. Por isso que sempre ando e volto pra ti.   


Compar:

2 comentários

  1. É maravilhoso ter alguém com essa capacidade de ser o abraço-casa, o consolo, a bronca na hora certa. Quem seríamos sem essas pessoas, não? Às vezes temos verdadeiros anjos no lugar de amigos, e isso não tem preço. Texto lindo demais!

    Beijos!

    ResponderExcluir