Às vezes.


Acabou.
Boa sorte.


Às vezes a gente precisa se olhar com mais gentileza, se abraçar como quem consola uma criança indefesa e dizer que tudo ficará bem de ali em diante. Às vezes a gente precisar olhar como mais clareza para a vida, se atentar aos sinais e saber ler aquilo que o outro não diz. A gente diz que ama numa facilidade, porque não nos ensinaram sobre o amor. E a gente acredita que somos amados, porque desde pequenos somos ensinados a acreditar. Os adultos não mentem. E meu coração criança continua acreditando nas palavras que me dizem.

É preciso ter muita coragem para fazer as malas e sair de onde se quer permanecer. É preciso ter muita coragem para se encarar no espelho e dizer a você mesma que o amor não existe. Ou que não existiu para você. E que talvez não existirá. E tá tudo bem. Tudo bem encarar a tua história e não reconhecer ela. Tudo bem sentir esse aperto aí dentro, esse sufoco que te maltrata. A vida não é fácil mesmo. Quem é que disse que ela algum dia seria?

É preciso ter paciência para atravessar os dias. Porque nem todos são de sol. Alguns chovem. Outros são frios e trazem consigo o inverno mais cortante. E tá tudo bem. Tudo bem você perceber que o calor que te aquecia não era de um verão real. Tudo bem você perceber que as palavras não têm valor. E que alguns pensamentos, sentimentos, confissões são voláteis.

Às vezes a gente precisa se olhar com mais gentileza e se abraçar como quem consola uma criança que perdeu algo importante. Um pai. Uma mãe. Por que quem é que mede o tamanho da nossa dor? Quem é que dirá que o que sentimos tem o peso de um brinquedo perdido ou de um ente querido?

Às vezes a gente precisa enxugar as lágrimas e perceber que quem te fere sabe o que está fazendo. Que quem te magoa faz de propósito. Às vezes a gente precisa parar de colocar panos quentes, de amenizar o lado do outro, de achar que a pessoa está confusa e que ela te ama. Às vezes a gente precisa aceitar que nunca houve amor. Em nenhuma palavra. Em nenhuma frase. Às vezes a gente só precisa cair na real. Às vezes a gente precisa parar de ouvir o que os outros falam para poder observar o que eles fazem.

Às vezes.


Compar:

2 comentários

  1. Às vezes é só o tempo passar pra gente olhar com outros/novos olhos pra se enxergar que essa tempestade no fundo não foi tão violenta assim e serviu pra nós moldar para um futuro amor que vai apagar tudo o que já foi de ruim por um único motivo: estará, tudo, finalmente, fazendo sentido e valendo a pena.

    Amém.

    ResponderExcluir