Minha dor.








Em parceria com a doce, Brenda Matos.




Por que o teu nome me escorre doce pelos lábios? Eu fico me perguntando se não existe um motivo maior além do sentimento que pulsa aqui dentro, Léo. Como eu não pude acompanhar as evidências sempre tão claras e direcionais. Eu, embora não quisesse acreditar, sabia que o amor estava minguando e mesmo que eu tentasse apertar, segurá-lo em minhas mãos ele acabaria escapando por entre os dedos.


Sim. Eu sei que meu excesso de atenção, os telefonemas longos e açucarados, e até mesmo as minhas declarações na madrugada devem ter te assustado. Mas, sabe? Eu não consigo viver um sentimento pela metade. E quando deito sob as estrelas com os olhos fixos nela eu me pergunto: por que eu o amo tanto? Será que meu amor será suficiente para obrigá-lo a ficar? Será que o amor tem que ser obrigação? Então, eu me questiono muito, Léo. E se tu me fosses transparente, eu não precisaria ter medo de nada. Porque as respostas estariam sempre claras nos teus gestos, mesmo que eu não fizesse pergunta alguma.


Nosso relacionamento nada tem a ver com a sua idade, não a cronológica. Isso tem mais a ver com o que você estará abrindo mão daqui em diante. Sim, eu aguentei até onde pude, mas sabe quando a corda fica gasta demais e acaba por arrebentar? Acho que foi isso que aconteceu. E fico feliz de você ter tido "coragem" de me dizer essas coisas, embora eu acredite que merecia mais de você, uma conversa cara-a-cara, olho-no-olho, porque sempre agimos dessa forma, não é?


E, Léo, entenda. Terminar [o que não começou] não irá me causar dano algum. Porque há tempos venho me preparando para esse momento. Tu não sabes, mas desde o início sabia que o amor e quase relacionamento estava fadado a isso e era apenas questão de tempo. Contudo, espero que você seja bem feliz e não, não tenho pretensão alguma de te esperar. Até breve.


Com meu coração,


Madô.

Compar:

5 comentários

  1. No fundo a Madô e o Léo sabem que, de um jeito ou de outro, eles teriam se conhecido e ficado juntos e depois se separado. Assim que era pra ser.

    ResponderExcluir
  2. Compartilho com vc essa dor, Mardô.

    Teus pedaços formam coisas lindas. Adorei e me identifiquei com seu cantinho

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado que, há alguns dias eu escrevi tudo isso... Mas meu amor é maior, e apaguei tudo. Decidi que preferia que o amor me escapasse entre os dedos... Ia doer mais. Mas eu também me preparei para tal momento. Enfim, tanta confusão essa coisa de amor as vezes...

    Gostei muito daqui.

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  4. Parceria boa, você é fera no que faz Menina!

    ResponderExcluir