E se.

18:19



E se eu lhe entregar meu coração
E meu coração for um quindim
E se o meu amor gostar então
De mim.



Chico Buarque de Holanda

É que eu fiquei com medo de mergulhar no desconhecido. Embora, eu soubesse que há muito de mim aí dentro. É que às vezes de tanto sofrer a gente tem mania de se comportar como um animal acuado. Não consegue enxergar um óasis quando se depara com um e acha que tudo é miragem. E sabe, doce, eu acredito que andar por esse deserto contigo tem sabor de aventura. Você está sendo, de várias formas, uma fortaleza e porque não dizer um abrigo. Sabe, eu me prendi nos últimos anos no "se" e confesso que ele enroscou em mim tal qual uma liana em sua árvore escolhida e ficou tão difícil me desvencilhar dele. Porque sempre surgia: "e se não for pra ser", "e se ele me magoar", "e se a amizade acabar" e etc.

É. Você me conhece tão bem que sabia que as interrogações iriam fazer festa dentro da cabeça. Contudo, você soube me esperar. E confesso que por um minuto eu pensei que na primeira indecisão você cairia fora, diria que não estava disposto a ir tão longe por ninguém, mas não. Você ficou e me abraçou, e me quis, me fez te querer. E por isso estou escrevendo aqui essa carta desconexa, mas cheia de sentimentos, porque eu percebi que nem sempre é necessário ter as respostas para todos os "ses" em questão. Às vezes é preciso apenas deixar a vida seguir o seu devido curso.

E hoje, ouvindo o Chico cantar, percebi que não há motivos para não entregar o coração de novo. A gente sempre fica com medo de alguém magoar não é? Mas, sabe. Eu estou disposta a dar a alma e o coração a todos os "ses" que vou encontrar nessa nova fase com você. Porque o primeiro a se deparar com um "se" foi você e embora houvesse várias indicativas para um não, você resolveu insistir. Então, bonito, eis me aqui para todos os "ses" que a vida irá colocar em nossos caminhos.

Você também pode gostar

5 comentários

  1. Mel, em nenhum momento eu pensei em desistir. No fundo a gente sabe quando pertence ao outro.

    ResponderExcluir
  2. Desculpa, mas eu fico com o Renato Russo:
    "A paixão já passou em minha vida
    Foi até bom mas ao final deu tudo errado
    E agora carrego em mim
    Uma dor triste, um coração cicatrizado
    E olha que tentei o meu caminho
    Mas tudo agora é coisa do passado
    Quero respeito e sempre ter alguém
    Que me entenda e sempre fique a meu lado
    Mas não, não quero estar apaixonado."

    Adoro seu blog! Beijo, linda!

    ResponderExcluir
  3. me pergunto isso todo dia ):
    -------------
    estou curiosissima a respeito de uma coisa, como você alterou seu html dos marcadores e deixou essa gracinha de duas barras?

    ResponderExcluir
  4. Esqueça os "e se", o segredo encarar qualquer coisa como se fosse sempre a primeira vez. Quem corre riscos é muito mais feliz, porque as melhores coisas e sensações estão escondidas em coisas que podem trazer possíveis consequência... • Sem Guarda-Chuvas •

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Muita coragem esse post - É disso que sinto falta, ousadia pra dar a mão a tudo que a vida me estende.


    Amei a Carta - LINDA!

    ResponderExcluir

@eupamelamarques

FANPAGE

DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.