Suave.





É suave amar você. De uma forma que eu jamais compreenderei. De um modo que talvez a ciência ou até mesmo a religião nunca consiga explicar. Porque simplesmente você existe aqui dentro de mim [enraizado]. E sim, eu perdi a mão para escrever sobre você. Sobre nós. É que eu não preciso embonitar nada mais. Porque o bonito de tudo que envolve a gente, hoje, tem que ser selado. Guardado. Sacramentado. Para continuar bonito.



Tags:

Compar:

4 comentários

  1. Lindo!!! O amor é fogo. Faz a gente de bobo. E escrever coisas bonitas sobre ele, o maior egocêntrico que já conheci, esse tal amor!

    ResponderExcluir
  2. "E sim, eu perdi a mão para escrever sobre você. Sobre nós. É que eu não preciso embonitar nada mais."

    Lindo! Eu não escrevo mais sobre também. Nem precisa, tá tudo ali.

    Descreveu perfeitamente bem o que eu sinto!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. É verdade, o que já é bonito deve ficar do jeito que esta, pra não exagerar. Sei lá.
    Bonito seu texto. • Sem Guarda-Chuvas •

    ResponderExcluir
  4. Suave - Gosto dessa sensação - Parece que é doce esse seu amor...


    ResponderExcluir