Me peguei apaixonada por você



Quem nunca se perdeu em uma grande paixão, não sabe a delícia entre o prazer e o medo do poder de um sorriso, a ternura de um abraço ou até mesmo na profundidade de uma saudade. Me peça para decorar a fórmula de Bhaskara, os elementos da tabela periódica, e quantas pirâmides existem no Egito, mas não me peça para definir em palavras meus sentimentos por ti. É uma mistura tão complexa que ao ser definida pode perder o sentido. Tudo o que eu sei é que me pego com um sorriso de canto, um olhar cabisbaixo e uma cabeça cheia de planos, e um coração abarrotado de sonhos.

Eu já conheço esses sintomas, só que dessa vez veio forte, de uma maneira ainda não experimentada. Não consigo definir o gosto do seu beijo, tão pouco o cheiro da sua pele, mas eu poderia morar no seu abraço e não me incomodaria nenhum pouco que dessa vez você bagunçasse a minha vida. Já gostei antes, já sonhei antes, e hoje nada é mais como antes.

Ele me ganha nos detalhes, ele não é romântico, não é de ligar constantemente, mas sempre aparece nos momentos exatos, ele tem um caminhão de defeitos, mas só ele tem o sorriso que traz a paz que preciso, ele é livre e é fugaz, eu sou poeta, gosto de cinema, música, livros e tarde de verão. Ele é do tipo intenso e de prazer rotineiro, eu sou de pele, alma, desejo e um pouco de coração. Coração o meu que outrora foi destruído e para mim mesma jurei nunca mais sentir essa coisa que deixa o estômago embrulhado, as mãos frias, pernas bambas e hormônios acelerado. Mas ele tem me invadido tão lentamente, que em mim não existe mais parte que ele não tenha sua marca deixado.

Logo eu que sempre tão cautelosa, fui me perder no meio do seu sorriso, aquele que tem o dom de me alegrar nos momentos mais difíceis, e o que era para ser só um momento, ainda é, e me mostra nas atitudes que continuará a ser, queria eu poder arrancar de mim metade do que sinto, porque eu sei que sentir é perigoso, mas acontece que até mesmo na abstinência encontro vestígios de você.

Confesso que me assusta e a razão grita para que eu corra em direção oposta, e mais uma vez eu me vejo na roleta russa que é a vida e jogo todas as fichas e aposto mais uma rodada em nós. E cada vez que me deixas em casa, eu repito para mim, vou gostar dele só um pouquinho, e assim venho prometendo dia após dia, até no momento que eu mesma tropecei nas palavras e descobri, não tem mais como esconder, é tão claro o que eu sinto, e hoje sem medo algum eu confesso: “me peguei apaixonada por você”. 


Compar:

1 comentários

  1. Tem gente que chega de um jeito, que não há como não se apaixonar.

    ResponderExcluir