O ir e vir das pessoas.

14:23

É necessário ter em mente que pessoas vêm e vão de nossas vidas. Não há mal algum nisso, é apenas a vida tomando o seu curso natural. Aqueles que dividiam o lanche no jardim de infância, os que compartilhavam segredos na adolescência, aqueles que iniciaram conosco a vida adulta e tomaram um novo rumo. A vida é assim. É um processo pelo qual todos nós passamos ou iremos passar. É como se nossas vidas, infelizmente, fosse uma estrada e algumas pessoas apenas forasteiros.

Todos nós fomos, em algum momento, apenas um caminhante na vida de alguém. Não há, também, que se magoar por isso. A vida é uma rotatória, o próprio poeta vivia a dizer que ela é uma roda viva. Mas só compreendemos a poesia da vida quando vemos aqueles que amamos – e julgávamos retribuir o mesmo afeto –, se distanciando de nós. Seria injusto imaginarmos que somos descartáveis, substituíveis à medida que não satisfazemos mais a expectativa do outro, porque – sem dúvida alguma -, algum dia substituímos ou descartamos alguém também.


A vida é um jogo de interesse. Não aqueles jogos luxuosos e atrativos de Las Vegas ou aqueles carteados que jogamos em reuniões familiares aos finais de semanas com os amigos. É um jogo em que os peões são derrubados do tabuleiro em impiedosos xeques-mate. O final das contas é que não há nada eterno quando se diz respeito às relações humanas.

Você também pode gostar

0 comentários

@eupamelamarques

FANPAGE

DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.