Da saudade.

16:51

Involuntária foi a forma que nasceu dentro dela o sentimento. Da maneira mais insuspeitada possível. Por que ela não poderia simplesmente ter ignorado a presença dele naqueles dias? Por que ela simplesmente não podia ter tapado os ouvidos aos seus elogios doces e apetecíveis aos diabéticos? Por quê? Porque ela se achava perspicaz o suficiente para entrar ali e sair sem olhar para trás. Ledo engano. Ela que sempre fora dominada pelas emoções, se achou esperta demais por ter mandado o amor para a caixa prego, eliminando-o de suas necessidades “fisiológicas”. Sim, fisiológicas, porque ela acreditava que o amor se enquadrava nessa necessidade e ria de Maslow que colocava o sexo antecedendo “matando-a” de ódio.


Ela não poderia simplesmente ignorar o painel que piscava em neon a palavra: perigo. Não, ela não poderia. Porque todos sabem que ela é teimosa, que ela queria provar para si mesma que conseguiria entrar e sair daquele campo minado sem nenhum arranhou. Mas que tola! Ela não ouviu a voz que gritava em seu interior para que ela não atravessasse a ponte, para que ela não estendesse a mão, para que ela não conversasse com ele tão de perto, para que ela não deixasse tocar a sua mão, para que ela não (...)


E hoje ela espera ansiosamente os seus sms, as suas mensagens que lhe trazem felicidade e afastam qualquer tristeza, os seus apelidos que ela detestaria ouvir repetidamente, mas como é dito por ele: ela ADORA. Os planos impossíveis que vezenquando eles fazem, a forma de como ele lembra cada detalhe que viveram, a voz dele quando repete as coisas que ela falou deixando-a abismada como ele guarda até as vírgulas que ela “dissera”, o olhar dele dentro do dela, o coração no ouvido, o primeiro beijo.


Tudo isso ela ainda espera.
Na sua desesperança.

Você também pode gostar

4 comentários

  1. Tudo na vida vira saudade e esperança, aprendemos a conviver com eles, mas nunca a se acostumar com a sensação no nosso peito.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Ela não pode perder a esperança, mas um dia pode-se cansar .

    ResponderExcluir
  3. Docinho.

    Muitas vezes nossas vozes interiores nos dão 'n' sinais de como evitar algumas coisas e na maioria das vezes não ouvimos ou estamos ocupados demais e não percebemos que ela existe.

    Gostei. Muito reflexivo seu conto.

    ResponderExcluir

FANPAGE

@igpamelamarques


DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.