E as linhas tortas já não são suficientes. Estar perto é tão necessário.
Que a palavra ausência me dói só em pensar que poderá algum dia haver entre nós.

(...) e o medo continua a me fazer de refém.

Compar:

0 comentários