Eu preciso ir embora.

18:14


Eu preciso ir embora.
Não porque não exista amor da minha parte ou porque não receba o mesmo afeto de você. Preciso ir embora, porque não consigo enxergar um amanhã em que não soframos por alguma razão. Porque não consigo admitir que você abra mão de tudo o que conquistou até aqui. Porque a minha insegurança (ou a segurança de ser quem sou) não me permite dizer adeus às coisas que a vida me concedeu até aqui.

Eu preciso ir embora.

Porque não dá para viver mergulhado em devaneios. Porque dentro de mim pulsa a urgência de viver um amor real, em sua totalidade, um amor pertinho, mansinho e bem facinho de viver. Preciso ir embora antes que seja tarde demais, antes que eu me perca no labirinto que há em teus braços. Preciso partir enquanto a raiz não está tão profunda (acredito eu).

Sei que não é a primeira vez que parto por medo. Mas é a primeira vez que vou embora querendo ficar. É a primeira vez que faço as malas chorando por saber que é real, recíproco e, ainda assim, impossível de acontecer. Quisera esbarrar no amor que Cazuza cantava: “um amor tranquilo com sabor de fruta mordida”. Só que meus pés parecem caminharem sempre no sentido oposto. Tropeço nos próprios pés emaranhados de sonhos impossíveis.

Sei lá.

Acho que preciso ir embora logo. Abrir mão de você, do que sonhamos, para – quem sabe, algum dia abraçar algo concreto. Desculpe. É que infelizmente, os sonhos que sonhamos até aqui são tão intangíveis e surreais que consigo vê-los dobrando a esquina do meu coração sem dizer adeus. Mais uma vez.

Eu preciso ir embora porque não suporto mais essa minha obsessão por amores platônicos e porque percebi que por mais que eu queira que você me resgate da torre; não devo mais me comportar como uma princesa à espera de um príncipe e um cavalo alado. Porque, no final das contas, eu sei e você sabe que finais felizes exigem de nós uma coragem que não temos.

Nem eu.
Nem você.

Você também pode gostar

0 comentários

FANPAGE

@igpamelamarques


DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.