E a gente se pergunta.

Dá-me, porém, a sensibilidade de também sentir.

Há alguns dias o amor, — ou isso que costumamos acreditar, acertou-me impiedosamente com tapas e safanões grotescos. Contudo, tentei desviar, dizer que não era a hora, o lugar e até o momento certo. Acostumada ao sentimento enraizado cá dentro, resolvi não me abrir a possibilidades. Não que eu esteja esperando por ele, seria tolice. Ele não me enxerga — não da forma que desejo. E venho martelando e remoendo dentro de mim possíveis encontros, imaginando como seria se. E esse se, magoa-me brutalmente. Porque não é algo que se concretiza, é um mero devaneio apenas que não desenvolve. Entretanto, o amor quis me dizer que se importava. Que há um coração que deseja sentir o meu e eu simplesmente o ignoro. Porque não há como dividir meu coração ao meio, não há como gostar de duas pessoas e mesmo que eu tentasse levar isso adiante não desejo nunca reduzir o coração de ninguém a caquinhos. E por essa triste razão eu continuo cada vez mais só.

Então eu penso: "por que você me ama assim?" e sinto o coração doer ao pensar "por que ele não me assim? como você?" E me dói comparar.

Tags:

Compar:

12 comentários

  1. Parece que você conseguiu enxergar exatamente o quetá aqui dentro de mim e eu fechava os olhos pra não ter de encarar o fato de que eu não sou tão boa quanto você e decidi tentar ser feliz, sabendo que em algum momento eu partirei um coração.. e cada dia que passa vejo esse momento de ir embora e voltar a ser só chegando... hoje é um dia que eu não devia ter parado pra me comparar e nem para compará-los.Bateu saudade de quem um dia eu fui... Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ah, moça.

    Certas coisas não se tem como responder. Acho que nem se deve, sabe? É bonito esse mistério. Gosta, sem porquê. Apenas gosta.

    Olha, teve um moço que me amava, assim. Meu coração tava despedaçado, e eu me perguntava o mesmo que você. Daí que um dia, eu deixei esse moço me amar. Acabei amando-o, também.

    Amor é risco, bonita.

    Não amar é sofrer. Amar é sofrer ainda mais.

    :*

    ResponderExcluir
  3. Comparar não ajuda em nada, sempre vai nos levar a pensar que as coisas que estavam boas poderiam ter sido muuito melhores, então não acabamos dando o valor certo para aquilo que temos e só comparamos...

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Belissimo post, apesar de triste.

    Gostei muito e muitas vezes, é bem assim mesmo que acontece...


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. O amor é uma dúvida permanente.Muito lindo seu texto! Parabéns! Tem um selo pra você no meu blog. Beijos
    www.ulliuldiery.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. É a dúvida que cria poços nos quais caimos e nunca conseguimos sair, Criamos medo do escuro, da água e de nós mesmo.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. É uma situação chata e dolorosa mesmo, mas pelo menos mostra que o desejo de amar e ser amado não morreu.

    ResponderExcluir
  8. Melhor não comparar, cada um sente e recebe o amor que precisa. ;)

    ResponderExcluir
  9. O amor de quem não se ama, vai entender os motivos do coração.


    Te beijo.

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus!
    Como eu há disse, seus textos descrevem o que eu sentIA.
    Isso é terrível.
    Não desejo essa dor nem pro meu pior inimigo.

    Estou só até hoje, me arrependo de não ter tentado algo com alguém que gostasse de mim. Talvez esse alguém não fizesse nem a metade que o outro me fez.
    Porque tem que ser assim: O homem tem que amar mais a mulher, do que ela à ele.

    Gosto muito de fantasiar. Só fantasiar também, porque na hora da ação...

    ResponderExcluir