Amar é construção

11:24




"O verdadeiro amor é amar e deixar-me amar".
Papa Francisco. 
Todos sonhamos com um modelo ideal de família, estilo comercial de margarina, mas pouco buscamos compreender o verdadeiro sentido dessa construção. O amor é um edifício que deve ser construído diariamente, tijolo por tijolo, e em equipe. É na oração que encontramos o sustentáculo para as nossas relações, assim como uma casa necessita de uma base sólida para se manter em pé, do mesmo modo a vida a dois necessita desse suporte.

Em nossas orações pedimos a Deus que nos conceda um companheiro para a vida inteira. No entanto, nem sempre preparamos os nossos corações para recebê-los. A nossa vida, ainda comparada a uma casa, deve estar organizada, sem entulhos, os cômodos devem estar ventilados, a varanda limpa e clara para acolher aqueles que morarão – em definitivo – em nossas vidas.

Preparar nosso interior é o modo mais exato de se atrair o amor. Podemos orar ao Senhor incansavelmente, mas é necessário que haja em nós uma contrapartida. Que nós nos movimentemos. Dar passos em direção a felicidade também depende de nós e para que isso aconteça é necessário que descubramos a nossa essência, que compreendamos que apesar de desejarmos – com tanto ardor – construirmos uma família, ela só será formada no tempo certo.

“O amor é para os que esperam e distraídos esbarram nele” – Repita isso sempre que necessário. Vivemos em uma sociedade imediatista, onde todos as coisas devem acontecer instantaneamente. Permita-se em uma era tão digital vivenciar o analógico, dê ao seu coração a oportunidade de aguardar as demoras do Senhor. Abrace o versículo, em Hebreus, que diz: “A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê”.

O coração do homem é terreno arenoso, desconhecido por muitos – até por ele mesmo – mas é a maior fonte de vida feita pelo Criador. A construção de uma família, o nosso encontro com aquele que será uma só carne conosco, acontece antes mesmo do primeiro olhar. Ele nasce no seio do Pai. Portanto, por mais que os dias passem devagar, que o desejo sufoque o nosso entendimento e o nosso coração seja massacrado pelas perguntas do mundo, dê a Deus a rédeas de seus caminhos, dê a Ele a chance, a oportunidade, d’Ele ser realmente o Deus de sua vida.

Fotografia: Théo Gosselin.

Você pode gostar também

0 comentários

Autoral

Todos os textos são autorais e estão assegurados pela Lei nº 9.610/98. Sendo proibida a sua reprodução. As imagens contidas nas postagens são retiradas de banco de imagens públicos e devidamente creditadas. Caso haja alguma foto de sua autoria entre em contato comigo através do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com, que creditaremos ou tiraremos do ar.

Mais lidos