Deixe que o tempo cure.

"Deixe que o beijo dure

Deixe que o tempo cure." Zélia Duncan

São pequenas coisas que vão se amontoando, igual ao meu guarda-roupa que insisto em bagunçar, sem cuidado e com desleixo. E ainda assim, devido a minha correria, eu deixo lá sem tocar, sem mexer. Mas, menino, uma hora eu terei que abrir aquelas portas e, sentada ao chão, começar a dobrar e a separar as roupas que já não me cabem. Não está tão longe disso acontecer, entende? Eu olhando para as roupas que insistem em transbordarem pela gaveta e imagino que aqui dentro ainda tem muita coisa a ser descartada, porque há tempos transbordou.



Acontece que, por vezes, eu insisto em guardar todos os resquícios de um possível sentimento. Mesmo sabendo que este está fadado ao fracasso, ao nada. E ainda assim vou alimentando algo que não devia nem ter crescido. O problema é que meu coração, coitado, é terreno fértil. Semente jogada planta na certa. Então, dessa forma, sem razão tu foi crescendo aqui dentro. Não semelhante a uma erva daninha, há quem ache semelhanças, mas prefiro dizer que foi como uma avenca. Crescendo timidamente sem pretensão alguma e hoje tomou proporções que talvez eu mesma desconheça.



Mas sabe quando o coração já não suporta mais? Sei lá. Acho que tanto faz como tanto fez. Sei que escrever sobre o que eu sinto nem é mais prazeroso, porque eu simplesmente não sei mais o que se passa aqui dentro. Acho que é apenas um vício que insisto em alimentar. Talvez você nem more mais aqui dentro de mim. Quem sabe é só questão de tempo para eu enxergar isso. E sabe, não me dói mais essa expectativa do fim.

Compar:

3 comentários

  1. É sempre bom vir aqui..
    Parabens pelo blog..esta um encanto.Bjão e fica na paz..

    ResponderExcluir
  2. Até porque criar expectativas doem né?
    Deixa que o tempo cuide ♪

    ResponderExcluir
  3. Ainda me dói um pouco, principalmente os olhos quando eu me deito... Vou sentindo um vazio fundo, fundo... Até dormir e acordar com a ideia de que estou melhor, que já passou.


    Muito bem escrito.

    Beijos

    ResponderExcluir