Sobre ser poetisa.



Sobre ser poetisa é algo que venho tentando desenvolver durante os anos. É que o amor é algo tão complexo que não dá muito para definir, concorda? Mas, de qualquer forma, a gente tenta reiventar o amor de diversas formas como na poesia, por exemplo. Há coisa mais sublime que o amor redigido? Eu não consigo enxergar forma tão perfeita de amar. Porque podemos inserir em nossos escritos a quantidade de emoção que quisermos e não há como alguém interferir, enchê-lo de mácula. Porque é nosso, apenas nosso. Vem do âmago. E quando sai de dentro de nossos coração não há como alguém, atrever-se a sujá-lo.


Mas é claro, Léo, que não amo apenas em folhas de fichários ou em teclas de computador. Seria até um pecado guardar tamanho amor somente para mim, para encher vezenquando os olhos dos outros. Amo também com gestos, com abraços, com beijos e essa sim é a mais pura forma de amar. Embora, até o presente momento esteja impedida de amar assim. Não por falta de vontade, mas por diversas outras circunstâncias que te direi logo mais. É preciso de tempo ainda para eu me abrir totalmente, apesar de ter encontrado em você a paz necessária para dividir minhas angústias.


Ah, quase esqueci de responder suas indagações. Eu não trabalho por enquanto, apenas estudo cinema e sou apaixonada por roteiro. O meu coração como você deve ter visto é quase um terreno arenoso, por enquanto está passando por uma tempestade no deserto. Sozinho. Mas em relação a família e amigos ele é imenso e sempre cabe mais um. E já que perguntou não há distinção entre a minha família e meus amigos eles são um só.
Me conta da vida, dos amores, dos desejos.



Beijos doce,
Aline.




Esse texto é uma parceira com a escritora Gabriela Diehl. Leia o início da história em seu site.

Compar:

1 comentários

  1. Estou gostando muito desse conto 'troca de cartas'
    Muito bem desenvolvido por vcs.

    Amei o trecho da Carta do Léo;

    "[...]o amor repartido com outras pessoas é diferente, creio que realmente precisamos desse afeto para nos sentirmos mais queridos, essa é a diferença entre as palavras e as pessoas, as palavras são apaixonantes em seus significados e as pessoas em seus gestos e afetos. "

    Beijos

    ResponderExcluir