Perco.

19:16

Tenho a memória fraca demais e pouco tato para as coisas. Eu as perco. Perco as chaves de casa por onde ando, os meus óculos nos lugares mais improváveis e algumas pessoas, por aí, nesta longa estrada. Talvez por não estar suficientemente pronta para recebê-las. Meu coração é casa, mas esteve desarrumada por um tempo. Havia móveis demais. Entulho demais. E eu só percebi a desordem quando me vi diante de alguém, de uma lembrança. Uma pequena recordação que me fez pensar que posso até perder objetos, mas não pessoas.

Não esse alguém.

E hoje eu vejo o quão ‘errada’estive. Não em manter a porta trancada, mas por não me permitir abrir uma janela. Deixar que a luz entrasse pela fresta e beijasse o meu rosto, me convencesse que era ele. Talvez não seja. A gente nunca tem certeza de nada. Acontece, porém, que os olhos dele ou, talvez, a voz mansa me convenceu que eu estivesse completamente errada.

Convenceu.

Você também pode gostar

4 comentários

FANPAGE

@igpamelamarques


DIREITOS AUTORAIS

Todos os textos publicados aqui neste blog são de minha autoria ou de autores convidados. As fotos e gifs foram retiradas de sites como Pinterest e Tumblr, sendo assim, para de fim direitos autorais, declaro que as imagens NÃO pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente comigo por meio do e-mail: adm.pamelamarques@gmail.com. Eu darei os devidos os devidos créditos.